Wednesday, October 20, 2004

Crer para ver

Contam-me que certo dia, na quinta de Jorge de Brito, reuniram-se 4 amigos especialistas no tiro ao pato. No momento em que o pato voava por cima das suas cabeças ouviram-se 4 tiros:

Vale e Azevedo - " a esta hora e com tanta luminosidade não é possivel acertar em nada "

José Veiga - " Realmente esta industria de armas nacional, não presta para nada. Se fosse uma espingarda soviética não falhava "

Dias da Cunha - " Estes patos aqui são muito traiçoeiros. Uma pessoa calcula que eles vão alterar o voo e eles, vigarizam-nos, continuando a voar em linha recta "

Luís Filipe Vieira - " Meus senhores, tenho a impressão que não perceberam que, neste instante assistimos a um milagre - pela primeira vez na história estamos a ver um pato morto a voar..."