Monday, July 19, 2004

UEFA elegeu Baía o melhor da Europa

 
O guarda-redes Vitor Baía foi considerado pela UEFA, através do seu Grupo de Estudo Técnico, o melhor guarda-redes das competições europeias da época passada e receberá a distinção na Gala que aquele organismo efectua todos os anos no Mónaco, na véspera da disputa da Supertaça Europeia.

A atribuição do prémio não deixa de ser curiosa depois da polémica que rodeou a ausência do futebolista no lote de eleitos de Scolari para o Euro'2004 e, mais recentemente, das acusações efectuadas por Ricardo, titular da baliza do Sporting e da selecção nacional nessa competição.
Todos os anos, a UEFA distingue os melhores jogadores por posição, baseado nos desempenhos dos futebolistas nas competições que organiza entre clubes, um processo que atinge o ponto mais alto na véspera da realização, no principado, do jogo entre os vencedores da Liga dos Campeões e da Taça UEFA.

Vítor Baía não terá que se deslocar ao Mónaco para receber o prémio. A Gala da UEFA, que reúne anualmente alguns dos melhores futebolistas e treinadores do mundo, está agendada para o dia 26 de Agosto, um dia antes de FC Porto e Valência se defrontarem no estádio Luís II, tentando conquistar a Supertaça Europeia. Para os dragões será a segunda presença naquela competição em dois anos consecutivos, depois de no ano transacto terem sido derrotados pelo Milão, por 1-0.

A recepção do prémio será, certamente, um dos pontos mais altos da carreira futebolista, que ainda há três anos atrás era dado por muitos como acabado para o futebol, depois de uma série de lesões que o obrigaram a estar quase um ano parado. Por outro lado, será igualmente uma bofetada de luva branca do futebolista naqueles que duvidaram da sua capacidade de recuperação e de voltar a competir ao mais alto nível.

Por outro lado, com toda a subjectividade que escolhas deste tipo possam comportar, ser considerado o melhor guarda-redes das competições europeias pelos elementos do Grupo de Estudo Técnico da UEFA, que conta no seu quado elementos como Roy Hodgon, Gérard Houllier, Anghel Iordanescu e Andy Roxburgh é mais um ponto a baralhar a inexplicável ausência de Vítor Baía no Campeonato do Europa que se realizou em Portugal.

Refira-se, por último, que o guarda-redes do FC Porto sucede a Buffon, guarda-redes da Juventus e da selecção de Itália, que conquistou o prémio no ano passado, referente à época 2002/2003 e passará a figurar ao lado de nomes como Beckham, Zidane, Kahn, Ronaldo, Roberto Carlos, Raúl e Nedved.  
 
Rui Gomes
 
Comentário de Jorge Nuno Pinto da Costa:
 
"Não tenho conhecimento dessa distinção, mas se ela se vier a confirmar considero-a perfeitamente justa. Acho que na Europa toda a gente reconhece o mérito do Vítor Baía e a excepcional época que efectuou e em que demonstrou ser mesmo o melhor", sublinhou Pinto da Costa, concluindo com uma forte crítica a Luiz Felipe Scolari: "Só mesmo um sul-americano é que poderia não o reconhecer como o melhor. Se não tivesse sido assim, a esta hora o Vítor Baía poderia ser bicampeão da Europa"